Máquina do Tempo

Os Presidentes: #26 Theodore Roosevelt Jr.
27/10/1858 – 6/1/1919

Naturalista, explorador, soldado, autor, Presidente. Superou uma infância que a asma tornou difícil para se tornar uma figura com uma imagem de aventureiro destemido

PRESIDENTE ENTRE 14 DE SETEMBRO DE 1901 E 20 DE JANEIRO DE 1909

 

7 FACTOS ESSENCIAIS

Segundo dos quatro filhos do industrial do vidro Theodore Roosevelt Sr. e da socialite Martha Bulloch, Theodore Jr., teve uma infância e adolescência difíceis por causa da saúde frágil e de debilitantes ataques de asma, alguns dos quais terão sido quase fatais. Procurou contrariar essa fatalidade com um estilo de vida enérgico e desde os sete anos manifestou um interesse especial por zoologia.

Teve aulas quase sempre em casa, com tutores e com os pais, mostrando uma rara capacidade para memorizar. Já com 20 anos foi estudar Direito para Harvard e para a Universidade de Columbia, mas os seus maiores interesses aí eram o remo e o boxe – e também o estudo aprofundado da guerra de 1812 com a Grã-Bretanha. Transformou-o em livro, o primeiro de muitos.

As mortes da mãe e da primeira mulher, em 1884, no mesmo dia, com 12 horas de intervalo, fizeram com que rumasse ao Oeste, ainda selvagem, e vivesse num rancho no Dakota. Sempre inquieto, regressou à costa leste para integrar a Administração McKinley como secretário de Estado adjunto da Marinha, antes de se demitir para ir combater na guerra dos cem dias com Espanha, da qual regressou como herói.

Eleito governador de Nova Iorque em 1898, acabou como candidato a vice-Presidente na lista de McKinley porque os líderes republicanos queriam na verdade afastá-lo, dando-lhe um papel cerimonial. Falharam nessas contas: o assassinato do Presidente catapultou Roosevelt para a chefia do Estado. Tinha 42 anos, o mais jovem Presidente de sempre.

Fez da conservação dos recursos naturais uma bandeira, criando dezenas de parques naturais. No plano externo, lançou a construção do Canal do Panamá e projectou a Marinha de Guerra. O segundo mandato (1905-1909) revelou-se menos bem sucedido, em choques constantes com o Congresso.

Fora da Casa Branca, partiu em digressões pela Europa e em safaris por África, antes de regressar à política para fundar um partido de base pessoal, o Bull Moose, que em 1912 dividiu completamente os republicanos e permitiu aos democratas chegar ao poder.

A frustração com a política doméstica levou-o a partir de novo, agora para uma expedição de dois anos ao Amazonas, durante a qual doenças tropicais quase o mataram. Foi contra a neutralidade americana nos primeiros tempos da Primeira Guerra Mundial e planeava apresentar-se às presidenciais de 1920. Mas morreu durante o sono na madrugada de 6 de Janeiro de 1919. As suas últimas palavras, para o criado, foram: “Por favor, apaga a luz, James.”

 

7 CONHECIMENTOS INÚTEIS

Desenvolveu esforços diplomáticos para acabar com a guerra naval no Pacífico entre russos e japoneses. Conseguiu – e isso valer-lhe-ia, em 1906, o Prémio Nobel da Paz.

Tornou-se, em 1906, o primeiro Presidente a viajar para fora do país: foi ao Panamá, onde lançara a construção do Canal.

Era cego do olho esquerdo, em consequência de um ferimento a jogar boxe (um vício) sofrido quando já estava na Casa Branca, quando tinha 50 anos. O golpe do adversário causou-lhe uma hemorragia grave e descolou-lhe a retina.

Em 11 de Outubro de 1910 fez um voo de quatro minutos num avião construído pelos irmãos Wright – e tornou-se dessa forma o primeiro Presidente dos Estados Unidos a andar de avião.

Em 14 de Outubro de 1912, em campanha em Milwaukee, Wisconsin, foi alvejado a tiro pelo dono de um saloon. A bala alojou-se no peito, depois de atravessar a caixa de metal do monóculo e as folhas de papel do seu discurso de 50 páginas. Como não cuspiu sangue, Roosevelt, que tinha conhecimentos de Medicina, percebeu que não tinha sido atingido num ponto vital e mesmo ferido falou durante hora e meia à multidão.

Firme defensor da separação entre a Igreja e o Estado, não prestou juramento sobre a Bíblia quando sucedeu a McKinley e mandou retirar a expressão In God We Trust de uma moeda de ouro de 20 dólares cunhada no seu mandato.  O Congresso reagiu mal e aprovou uma lei a tornar obrigatória a presença da expressão nas moedas.

Costumava pilotar o iate presidencial no rio Potomac, ao longo do qual também fazia longas caminhadas, no fim das quais não era raro lançar-se à água e mergulhar – depois de tirar toda a roupa.