Actualidade

Trump fecha acordo por falta de tempo para ir a tribunal

Estava envolvido em processos por fraude contra a sua universidade. Terá de pagar 25 milhões de dólares

O presidente eleito norte-americano, Donald Trump, disse hoje que aceitou chegar a acordo para encerrar os processos por fraude contra a sua universidade alegando que, com as novas responsabilidades, não terá tempo de ir a tribunal.

“Cheguei a acordo com a Trump University por uma pequena fracção da indemnização potencial porque, como presidente, tenho de me ocupar do nosso país”, disse Trump, acrescentando que “o único mal de ganhar a presidência” dos Estados Unidos da América é que não tem “tempo para um julgamento prolongado mas animado”.

“É uma pena”, acrescentou o presidente norte-americano eleito, que durante anos se tinha recusado a pagar as compensações que lhe eram exigidas e que rejeitava também chegar a acordos legais, apesar de contar já com vários no seu histórico.

Na sexta-feira, o procurador-geral de Nova Iorque anunciou que Donald Trump vai pagar 25 milhões de dólares para encerrar três processos judiciais contra a escola que criou para investidores na área do imobiliário.

O desenvolvimento do caso foi anunciado pelo procurador-geral Eric Schneiderman, encerrando assim dois processos no Estado da Califórnia e uma queixa civil apresentada pelo próprio Schneiderman.

As queixas alegavam que a qualidade da formação em investimento imobiliário disponibilizada pela dita Universidade Trump ficou muito aquém do prometido.

Schneiderman adiantou que os 25 milhões de dólares (23,6 milhões de euros), que vão ser pagos por Trump ou por uma das suas empresas, incluem restituições aos estudantes e um milhão de dólares em penalidades, que revertem para o Estado.